Poemas
Viagens de Encanto
Hoje partiste nem sei bem para onde

porque não deixaste caminhos de aromas e pétalas...



Não deixaste caminhos de sorrisos e suores e eu não sei...



Seguiste os caminhos dos pássaros as viagens dos sóis,

os encantos das luas, seguiste-os como me seguiste num dia de nevoeiro.



Hoje arrumei os brinquedos como coisas sérias só para que voltasses na tua pressa de sempre. Ensinei ao vento o caminho para que ele te empurrasse... treinei o sol para te encostar à parede, como faz à minha sombra, e te amarrar à vida como amarra os girassóis a ele próprio...



Fiz do mundo uma viagem e virei-o ao contrário, para que continuasses o teu caminho e para que o teu caminho fosse o meu caminho, para que tu fosses o meu caminho e eu fosse o teu caminho. Para que a nossas viagens... fossem o nosso encanto.




[8 Julho 2008]
 
Chocolatinho @ 09-08-2008 0:15:42
Comentários
@ 17-08-2008 13:14:32
Citar   Impróprio?
sao palavras simpl&s... mas bonitas int&r&sants
@ 10-08-2008 19:08:47
Citar   Impróprio?
parabens... o poema é realmente muito bom!
obrigado pelo teu comentário e digamos que florbela espanca é a poetisa que mais aprecio! obrigado...
@ 09-08-2008 0:23:37
Citar   Impróprio?
Fiz este texto por iniciativa de um blog que oferecia um livro a quem fizesse um poema com o título que podem ver... houve duas participações...  :P A minha foi uma delas, e foi a escolhida. :)
 
O livro é Viagens de Encanto & Desencanto de João Lopes Pires.
Pág: 1 de 1Ant.   <<   < [ 1 ] >   >>   Seg.