Prosas
Mais um dia de inverno
Mais um dia frio, mais um dia chuvoso e mais um dia de inverno.

Mas a chuva cai sobre uma paisagem verde, com laranjas a despontar, é ela que torna o verde vivo e as laranjas doces.

Apesar de todo o bucolismo, nem a chuva, nem o verde, nem o laranja, a paisagem não escapa à intrusão de cabos humanos, formando um labirinto elétrico um tanto ou quanto aborrecido.

Por de baixo de todo o aparato, casas, é claro, a quem pertenceriam as laranjas senão àqueles que as comem e a quem pertenceriam os cabos senão àqueles onde estes vão parar. Casas, de vários feitios e de épocas várias, lembrando ora as laranjas, ora os cabos. Ora, as laranjas e a chuva lembram-lhes que o inverno chegou, um dia de cada vez, gota a gota, laranja a laranja, e traz o verde como paisagem.
 
Diogo Curto @ 07-06-2020 17:55:25
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!