Poemas
"por querer-te demais"
 
 
 se os meus olhos nada te disseram,
 porque insisti eu nas palavras...
 porque vi eu verdade nas mentiras,
 que a pouco custo contrariavas.
 tanto eu sabia e pouco quis saber,
 que dei por mim a vigarizar...
 o meu próprio conceito de honestidade,
 a verdade era o preço a não pagar.
 foi por te querer demais
 que duvidei que me tinha,
 embarquei na tua vida
 deixei naufragar a minha.
 por querer-te demais
 eis me sombra de quem era
 eis me o remo sem parceiro
 eis me flor sem primavera.
 as lágrimas que em ti evitei
 celebram liberdade em meu rosto,
 como a lua invade o céu
 perante o sol posto.
 sem culpas,sem culpados
 sem pecado,sem perdão,
 se te dás a quem nada retorna
 o lamento é sempre vão.
 por querer-te demais...
 deixei que as horas passassem impunes,
 deixei que os dias perdessem o encanto
 deixei que os erros saissem imunes.
 por querer-te demais...
 achei que o errado podia dar certo,
 achei que o longe tornar-se ia perto
 achei que tudo estava em aberto.
 mas no meu aconchego...
 bem no fundo eu sabia,
 que não há presente
 onde houve passado um dia.
 por querer-te demais...
 fingi não saber que não me querias
 tomei por minhas as tuas dores
 e conferi-te minhas alegrias.
 e eis que o nada se fez maior
 eis que o vazio se fez notar,
 de quem tudo deu sem nada receber
 por querer-te demais não tem mais nada para dar.
 
 
    
 
 
 
   
 
SOULWOMAN @ 04-04-2012 0:14:31
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!