Prosas
Se eu fosse branco em vez de "estrangeiro"
Se eu fosse branco em vez de “estrangeiro”

Seria extremamente útil à sociedade – porque cumpro quatro das minhas oito horas de trabalho e descanso dezasseis.

Jamais me viam como eterno preguiçoso - porque seria, não mais que, sereno com o pretexto de estar apenas a tomar o gosto à vida.

Não estaria a “roubar” o “nosso” dinheiro na precariedade do trabalho – porque seria Português nativo; esses trabalhos são para estrangeiros e “nós” não cometemos crimes dessa ordem.

Seria ininterruptamente superior – porque eles são formados, mas não falam a nossa língua.

Que não fosse apenas humano, caridoso também – porque simulo a feição, mas não me preocupo com os menos fortes.

Seria efectivamente amado por ela – porque namoro o interesse e considero-a gira, apenas.

Vivia o mundo nocturno da boémia – porque sou diferente e indiferente àquele que frequenta os museus e bibliotecas.

Seria o polícia das nossas vidas – porque desconfio de tudo e de todos, ao mesmo tempo que confio o meu dinheiro a um banco que me cobra taxas.

Teria o mais belo dos corpos – porque a minha balança diz que os meus 117 kg são ideais.

Não haveria intelectual que me derrubasse – porque leio dois best-sellers por ano e não consigo compreender uma bibliografia.
 
Allenjohnson @ 12-04-2009 4:01:49
Comentários
@ 31-10-2011 0:31:40
Citar   Impróprio?
É um exercício de certa forma irónico, mas sim é meu.
@ 31-10-2011 0:31:30
Citar   Impróprio?
É um exercício de certa forma irónico, mas sim é meu.
@ 14-04-2009 16:57:29
Citar   Impróprio?
epá isso parece daqueles mails em cadeia mas seja ele teu ou não, só tenho uma palavra:
excelente!
Pág: 1 de 1Ant.   <<   < [ 1 ] >   >>   Seg.