Poemas
LICANTROPIA!
LICANTROPIA! Eis que surge alva, imponente, Sem máscaras, Sem mentiras, Uma aliança crescente. Ela é a serpente repudiante Que minguante rasteja pelo firmamento A aprisionar lunáticos E libertá-los sob o seu encanto. Seu brilho turvo extingue O que resta de lucidez nesses pobres miseráveis Abafando os gritos no abismo de sua maldição: Licantropia! As horríveis criaturas Que farejam o sangue e a carne Saem à noite em busca de suas vítimas: Bodes expiatórios de suas carnificinas. E ela continua a brilhar... Agora cheia! Alva, misteriosa e imponente, Crescente e traiçoeira como uma serpente: Licantropia! * (Agamenon Troyan)
 
agamenontroyan @ 17-02-2009 0:53:57
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!