Poemas
EU, NÃO ME PERTENÇO.
Olha para mim, quando te digo:

A mim, já não me pertencer.



Já não sou dono de mim,

Nem de meu corpo, ou de minha mente.

Mesmo os meus sonhos…

Os dei, sem presente.



Me alegro, e fico contente…

Por a mim não me pertencer.

Agora fica latente,

Que doei meu ser.



Nada me deram por ele…

Nada queria por ele.



Agora corre livre, e despreocupado…

Sem ser eu, deixou ser de ser torturado.

Vive como qualquer, outro ser…

Escravizado pela ilusão do viver.



Sepultou as inquestionáveis questões,

Que eu… e só eu teimava fazer.

Se deixou conquistar pelas razões,

Que eu nunca quis, obter.

 
pseudo-poeta @ 03-11-2011 12:38:43
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!