Poemas
Cores
Quero pintar o teu mundo com as cores da aventura

Acender o fogo da tua alma apenas com um sopro

Regar o teu jardim com sede de loucura

E acabar a tua fome com um sufoco



Intolero a impossibilidade

a que o destino me apresentou

Assumo a responsabilidade

do sentimento que me assombrou



Tão longe e tão perto

Sinto a distância do teu olhar

A encadescência do desejo perfeito

A saudade do perfume do teu passar



Nas ruas dos sentidos do amor

passam histórias por contar

sobre o que é a verdadeira dor

de saber amar e não poder estar



Cunhas-te-me um marco na alma

Estampado em temperatura

Apresentou-se com calma

Uma fogosa criatura



Nas cinzas do passado

Desenho o meu presente

Risco o meu nome irado

E enrosco-lhe o teu como uma serpente.



Entreláço o tempo num destino

e o destino num pertence

arrumo-os num conto infinito

que apenas a nós enturnece.



JFrutuoso

21.Agosto.09

En'musas-me
 
Dark_Angel @ 22-08-2009 15:11:23
Comentários
@ 06-11-2010 14:21:54
Citar   Impróprio?
ás vezes, a arte de amar é somente mar de
angústia.
ah, que belíssimo poema! 
@ 31-10-2009 3:49:49
Citar   Impróprio?
muito bom :) parabens.
continua assim ;)
Pág: 1 de 1Ant.   <<   < [ 1 ] >   >>   Seg.