Poemas
(Ant)agonias
 Queres fugir à realidade Correr Gritar Arranhar a voz até sentires a exaustão a invadir o teu corpo. Queres ser livre Usada Perdida Agarrada pelas mãos misteriosas de um forasteiroReduzida a um grão de sal no meio do oceano. Queres dormir durante diasTomar café às colheres para aguentares o desatinoDo compromisso estúpido e fútil com o destino… Queres sair pela porta da frenteExigir o toque e a peleImplorarChorarRir a brincarDesprezar aquilo que mais anseias na vidaE ser tão irritantemente inútil e incompreendida. Ah! Que sensação gratificante…És a face oculta da tua própria existência vagaImpregnada de cheiros e becosHumidadeÂnsia do sufocoFúria e ócioEstupidez básicaE a impressão de teres chegado ao topo do horizonte.Acreditas que ainda não acabou?...
 
addicted_mx @ 17-07-2007 13:15:26
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!