Poemas
A censura
A censura





Eu sou,
Quando as palavras me suportam,
aquela longa noite,
os gestos inesquecíveis…
Há tanta gente boa por aí,
mas tu escolheste os meus olhos para calcular o mundo…

Pede-me o céu, eu dar-te-ei as cores para o pintar
 
azulcinza @ 02-02-2009 5:32:55
Comentários
Ainda não existem comentários neste texto. Seja o(a) primeiro(a) a fazer um!